O desafio na busca por apoio à produção científica

Conheça como uma pesquisa se concretiza e resulta em melhorias sociais

Toda proposta de pesquisa precisa de apoio até se tornar produção de fato, o que exige tempo, dedicação e alguém que acredite no resultado. O fomento à inovação se faz ainda mais necessário em momentos de crise, já que um estado não faz ciência sem recursos, sejam eles intelectuais ou financeiros.

A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) investe em projetos nas diversas áreas do conhecimento, através do Edital Universal, abrangendo pesquisadores ainda na graduação e até doutores, que se dedicam a transformar o conhecimento em benefícios para a melhoria da qualidade de vida de uma comunidade.

A pesquisadora Maria Alves Fontenele, de Imperatriz, enxergou no coco babaçu a possibilidade de desenvolver um iogurte como alternativa para pessoas com intolerância à lactose, enquanto em São Luís, Haíssa Oliveira Brito, estuda a Influência do tabagismo na infecção por HPV no desenvolvimento do câncer de pênis, uma grande problemática do nosso estado.

As discussões possibilitadas pelas pesquisas ganham corpo com o auxílio financeiro e parcerias duradouras, já que nada se faz sozinho na ciência, uma vez que a motivação é o bem-estar social.

foto-materia

Entrevista com a Médica Urologista Patrícia Canelas. (Foto: Cecília Perri)

Confira a matéria do Interação Ciência que vai ao ar hoje, às 21h.

Fonte: Monalisa Coelho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *